Experiência de cinema e teatro em um festival de poesias

por ABC do Gaúcho
Sirmar Antunes
crédito:

(Por Tânia Goulart)

Um dos diferenciais da primeira edição da Patrulha Uruguaianense da Poesia, festival de poemas de Uruguaiana, foi a participação do premiado ator gaúcho Sirmar Antunes, interpretando um dos poemas! Aos 60 anos de idade e 40 de profissão, com participações em muitos filmes, séries e peças, essa foi a estreia de Sirmar em um festival de poesias, e lá ele conquistou o segundo lugar entre os intérpretes, declamando o poema Nunca Mais, Porongos! Nunca Mais, de Moisés Silveira de Menezes. O festival ocorreu no último sábado no CTG Patrulha do Oeste, na terra da Califórnia da Canção. Confere abaixo a entrevista com Sirmar, que fala dessa nova experiência nos palcos:

Como foi essa estreia em um festival de poesias?
Sirmar –
Foi sem dúvida, uma experiência marcante e prazerosa que quero vivenciar novamente. Foi muito legal pois o poeta Moisés Menezes já me havia falado que iria me convidar para defender um poema sobre o tema há algum tempo e esse dia chegou na 1ª Patrulha.

Já tinhas declamado antes?
Sirmar –
Já “digo” poesia há muito tempo mas com temas mais urbanos e que enaltecem a negritude e com um cunho de apelo social. Fiz parte por muito tempo da Casa do Poeta Riograndense e do Grêmio Literário Castro Alves como Sócio/Declamador. Ah! Eu não me considero declamador SOU UM DIZEDOR DE TEXTOS POÉTICOS SOU UM ATOR QUE DIZ POESIA é bem diferente de ser um declamador!

Já tinhas abordado a questão de Porongos em filmes, mas qual o diferencial de tratar do tema em poesia e em um festival?
Sirmar – Sim. Sou um dos declamadores que mais diz Oliveira Silveira – o nosso poeta da negritude – e ele tem muitos textos sobre o tema de Porongos (a traição, o massacre etc…). Também nos vários filmes em que atuei este tema é apresentado por isso não me foi difícil me inteirar para preparar a interpretação

E qual a diferença, pra ti, entre atuar em um filme ou peça, e declamar um poema?
Sirmar – Ah! A declamação dialoga com a arte maior que é o fazer teatral. A relação palco/platéia é a mesma – o ator cara a cara com o expectador. Já o fazer cinematográfico/televisivo mesmo tendo por base a essência do atuar se diferencia pelo uso de mecanismos técnicos, uso de estúdio ou set de filmagem e uma parafernália de coisas que dão suporte para a que o trabalho do ator seja executado – Não é o teatro. Por isso declamar é exercitar o ofício de ator!

Quantos filmes e peças no currículo?
Sirmar – Olha, Tânia, tenho que fazer uns cálculos (risos). Mais de uma dezena de peças, 11 curtas para a RBS, 7 curtas pra cinema, 4 documentários, 7 trabalhos pra TV aberta e a cabo
e 13 longas…

Qual o personagem que mais gostastes fazer nesses 40 anos?
Sirmar – Bah! Esta pergunta é a que nos derruba sempre pois somos possessivos e gostamos de todos e também sabemos que eles, os personagens são ciumentos (risos). Mas vou te responder sim. No teatro fico com o Mandrião da peça JORNADA DE UM IMBECIL ATÉ O ENTENDIMENTO, de Plínio Marcos (1979) e o Léo da peça O CORAÇÃO DE UM BOXEADOR, de Lutz Hübner (2012); Na televisão O Cego, João do episódio PONTO DE VISTA, de Betânea Furtado (Prêmio de melhor ator Histórias Curtas RBS TV – 2003) e o Xamã do seriado ANIMAL, de Paulo Nascimento para o Canal GNT (2014); em cinema o Maragato, João Bispo de LUA DE OUTUBRO, de Henrique de Freitas Lima (1997) e é claro que o Sargento Caldeira de NETTO PERDE SUA ALMA, de Tabajara Ruas (2001) que me rendeu o Prêmio de melhor Ator Coadjuvante no VI Festival do Recife em 2002.

*Na foto, Sirmar declamando no festival, amadrinhado pelo violonista Henrique Arboitte Torrel de Bail.

SOBRE SIRMAR ANTUNES
Em televisão atuou em trabalhos para a RTP e RBSTV Premio de melhor Ator, Episódio PONTO DE VISTA – Histórias Curtas 2003. Na minissérie MULHER DE FASES, Canal HBO, seriado ANIMAL no Canal GNT e na Novela COMO UMA ONDA na Rede Globo.

No cinema, nos curtas A INVASÃO DO ALEGRETE, O DIA EM QUE DORIVAL ENCAROU A GUARDA, QUADRILHA e longas como LUA
DE OUTUBRO, VALSA PARA BRUNO STEIN, EM TEU NOME, OS SENHORES DA GUERRA e no clássico NETTO PERDE SUA ALMA
(Melhor ator coadjuvante do VI Festival do Recife- 2002) entre outros.

Com 40 anos de estrada cênica vivenciando o ofício de ator, cenotécnico, iluminador, diretor e produtor acumula experiência também com jurado em diversos festivais do gênero:
– FESTIL Festival estudantil; e Festival de ESQUETES – Gravataí
– Festival de Teatro de Estância Velha
– Festival de ESQUETES – Casa de Cultura Mario Quintana – Porto Alegre
– Festival de Teatro da Cidade de Canela
– Gincanas Culturais e Artísticas: Charqueadas, São Jerônimo e Taquara
– Festival de Cinema de Fronteira – Bagé
– Santa Maria Vídeo e Cinema – Santa Maria
– HISTÓRIAS CURTAS – RBS TV (Júri oficial) Porto Alegre

Como pesquisador da cultura popular e membro da AJUCEPARS/Ass. dos
Jurados de Carnaval e Eventos Populares de Porto Alegre e RS integra o corpo do júri nos carnavais de Porto Alegre, Uruguaiana, Pelotas, Itaqui, Estância Velha, Alegrete, Santa Maria, Cachoeira do Sul, Tapes, Gravataí,
Passo Fundo e São Lourenço do Sul.

teste
TAGS: Patrulha Uruguaianense, Sirmar Antunes,

  Veja também

Luiz Carlos Borges

Tem Luiz Carlos Borges In Concert dias 29 e 30 no Theatro São Pedro

Um dos ícones da música regional gaúcha, Luiz Carlos Borges subirá mais uma vez ao palco de luxo do Theatro São Pedro, em Porto Alegre, dessa vez em dose dupla. Dias 29 e 30 de abril, às 21 horas ele apresentará o espetáculo Luiz Carlos Borges In Concert, onde fará o lançamento do álbum DoseDupla….

Márcia Freitas fará show dia 26

CD e DVD da 30ª Moenda serão lançados dia 26 de abril

No dia 26 de abril será lançado o CD e o DVD da 30ª Moenda da Canção e 6ª Moenda Instrumental com show da patrulhense Márcia Freitas (uma das premiadas no festival) e convidados, no Estrada Velha Pub e Chopperia. Lembrando que as inscrições para a 31ª Moenda e 7ª Moenda Instrumental vão até 4…

Triagem Sapecada

Definidas as músicas da 25ª Sapecada da Canção

Já estão definidas as músicas que participarão da edição de bodas de prata da Sapecada da Canção Nativa, que ocorrerá dia 12 de junho, no Parque Conta Dinheiro, junto com a 29ª Festa Nacional do Pinhão. A triagem, aberta ao público, ocorreu no CTG Barbicacho Colorado, e foi realizada pelos jurados Rafael Machado, Gabriel Selvage,…

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Vertentes